CRIMENOTÍCIAS

Hackers atacam portais da Justiça Federal do DF e de 13 estados, incluindo o Pará

Na sexta-feira, 27, o sistema de internet do Tribunal Regional Federal 1ª Região (TRF-1), foi vítima de ataques de hackers, o que levou a Corte a tirar do ar os portais da Justiça Federal e do Distrito Federal e de mais 13 estados, incluindo o Pará. Alguns serviços como consultas a processo e a emissão de certidões online ficaram indisponíveis por mais de 24 horas.

A administração do Tribunal confirmou o ataque e emitiu nota esclarecendo a situação, e disse que “tomou ciência do acesso indevido ao seu ambiente de dados” por volta das 19h de quinta-feira, 26, e optou por colocar todo o sistema em modo restrito para “impedir qualquer acesso remoto”.

Restabelecimento – Sobre os procedimentos que estão sendo tomados para garantir a segurança dos sites, a Secretaria do Tribunal Regional Federal comunicou: “A equipe da Secretaria de Tecnologia da Informação deste Tribunal Regional Federal permanece trabalhando e espera, já neste sábado, dia 28 de novembro de 2020, iniciar, de forma gradativa, o restabelecimento dos serviços de TI para acesso externo, à medida que for garantida a segurança adequada”.

Até o ataque ter sido exposto nas redes sociais pelos supostos autores da invasão, a invasão de hackers era considerada suspeita, e na internet, os invasores celebraram o acesso e afirmaram ter capturado dados do Judiciário e demonstrou a “vulnerabilidade” do sistema do TRF-1.

Apuração dos fatos – A Corte disse que devido à gravidade do ocorrido, já “adotou as medidas jurídicas destinadas à pronta apuração dos fatos” e que apesar do ataque hacker ao sistema, “não se verificou a existência de danos ao ambiente computacional”.

O TRF-1 engloba processos do Distrito Federal e dos estados Acre, Amazonas, Roraima, Rondônia, Amapá, Pará, Mato Grosso, Tocantins, Maranhão, Piauí, Bahia, Minas Gerais e Goiás.

Até a tarde deste sábado, 28, o site do TRF-1 continua fora do ar.

Fonte: Roma News

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar