DENÚNCIAECONOMIANOTÍCIAS

Consumidora paga R$120 por dois “X-tudo” em Salinas: “Até quando?”

Não é só a quantidade de lixo e as praias tomadas por carros que estão gerando reclamações em Salinópolis, na região Nordeste do Pará. Os preços altos dos produtos comercializados em bares e restaurantes da cidade estão espantando até mesmo o público de alto poder aquisitivo, perfil principal dos frequentadores da cidade nesta época do ano.

Nas redes sociais, uma mulher fez uma postagem onde mostra o valor pago de R$120,00 pelo consumo de dois “X-tudo”. Segundo ela, o lanche foi comprado em um trailer na praia do Atalaia, mas na orla do Maçarico os preços não diferem muito. Os dois “X-tudo” e mais uma Coca-Cola de 1L custaram R$130,00, além de mais 10% para o garçom, totalizando R$143,00.

Nota com valores discriminados. Foto: Reprodução/Internet

A postagem viralizou na internet e gerou diversos comentários de outros visitantes também falando dos preços elevados em Salinas.

Uma outra mulher disse que pagou R$25,00 em um pratinho de chapa mista e quem ninguém acreditava quando ela falava isso. Outra veranista informou que desembolsou R$100,00 por quatro picolés da Kibon. Mas também houve quem não acreditasse na postagem, apesar de a mulher ter ilustrado com a nota.

Os comerciantes de Salinas justificam os preços elevados pela alta demanda dessa época, como também pelo contexto das restrições impostas pela pandemia de coronavírus, onde o setor de bares e restaurantes foi um dos mais impactados, com abertura restringida nos últimos dois períodos de alta movimentação praiana.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar