ENTRETENIMENTOESPORTE

Remo goleia o Imperatriz no Mangueirão e assume, de momento, a vice-liderança da Série C

O Clube do Remo segue com uma grande campanha no Campeonato Brasileiro da Série C 2020. Jogando na noite deste sábado (24), o Leão Azul não tomou conhecimento e goleou o Imperatriz (MA) por 5 a 0, no Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém. A partida foi válida pela 12ª rodada do Grupo A. Com a vitória, os remistas assumiram a vice-liderança do grupo, com 22 pontos na classificação.

O primeiro tempo do Remo foi arrasador, marcando quatro gols. No primeiro, Marlon cruzou para Tcharlles, que mesmo marcado desviou para o gol, aos seis minutos. No segundo, Eduardo Ramos acertou um belo chute, após grande jogada de Wallace, aos 26. Novamente, o atacante Tcharlles deixou a sua marca, depois que Marlon cruzou na medida para o gol de cabeça, aos 36. Aos 45, foi a vez do atacante Hélio. No segundo tempo, o gol único que fechou a goleada foi do atacante Gustavo Ermel, que recebeu bom passe de Marlon e não perdoou, aos 23 minutos.

O Clube do Remo volta a campo diante do Vila Nova (GO), no próximo domingo (1), às 18h, no Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, o OBA, em Goiânia. A partida será pela 13ª rodada do Grupo A do Campeonato Brasileiro da Série C. 

O jogo: Leão indomável: 5 a 0, fora o baile!

O Clube do Remo começou na pressão e foi logo marcando. Wallace tocou para Marlon, que da esquerda cruzou – o atacante Tcharlles, mesmo marcado, conseguiu acertar de primeira e abriu o placar, aos seis minutos, 1 a 0. O Imperatriz quase chegou ao empate depois que Cesinha, em jogada individual, acabou sendo derrubado pelo zagueiro Rafael Jansen, quase pênalti. Na cobrança de falta, Cesinha bateu perigosamente, o goleiro Vinícius defendeu e, na sobra, o arqueiro azulino fez uma grande defesa salvando o Leão Azul.

O Cavalo de Aço começou a se soltar. Cebolinha mandou um chutaço de fora da área e a bola passou muito perto da meta do goleiro Vinícius. Mas o Remo foi cirúrgico e ampliou: em uma grande jogada de Wallace, o atacante remista deu o chamado “drible da vaca” no adversário e tocou para Hélio, que deu o corta luz para o chute certeiro de Eduardo Ramos – um golaço do Leão, aos 26 minutos, 2 a 0. 

O Leão estava indomável. Marlon chegou até a linha de fundo e cruzou da esquerda para Tcharlles que, sozinho, cabeceou para o fundo do barbante, aos 36 minutos, 3 a 0 fora o baile. O Imperatriz teve uma chance em uma cobrança de falta de Cesinha, mas a bola desviou na barreira e explodiu no travessão. O Remo voltou ao ataque. Ricardo Luz cruzou da direita, o goleiro Jairo se complicou sozinho, cortou errado e quase o atacante Tcharlles marcava mais um.

Em outra chance, não teve jeito. Eduardo Ramos arrancou bem pela direita e tocou para o atacante Hélio – o garoto deu um corte seco na marcação e finalizou com estilo, 4 a 0, aos 45 minutos. Na etapa final, o Leão seguiu pressionando. Lucas Siqueira tocou para Eduardo Ramos, que conseguiu espaço e finalizou, a bola passou por baixo das pernas do zagueiro Ramon e quase foi para o fundo do barbante. 

O Imperatriz tentou diminuir com Cesinha, que ficou de cara com o goleiro Vinícius, que defendeu o chute. Na volta, a arbitragem marcou uma bola na mão do atacante da equipe maranhense. O atacante Salatiel, que entrou na etapa final e estreante da noite, recebeu passe, se livrou da marcação e chutou; a bola passou raspando a trave do goleiro Jairo. Quase o quinto gol do Remo.

Só dava Leão Azul. Marlon soltou a bomba em cobrança de falta, uma bola que explodiu caprichosamente no travessão. No lance seguinte, Marlon fez grande jogada pela esquerda e tocou para o atacante Gustavo Ermel, que com muita categoria deixou sua marca, aos 23 minutos, 5 a 0. Depois do quinto, o Leão tirou o pé do acelerador, mas o Cavalo de Aço não conseguiu chegar ao seu gol. Placar final: Remo 5 x 0 Imperatriz.

FICHA TÉCNICA

REMO: Vinícius; Ricardo Luz, Mimica, Rafael Jansen e Marlon; Charles (Gustavo Ermel), Lucas Siqueira e Eduardo Ramos (Júlio Rusch); Wallace (Salatiel), Tcharlles (Dioguinho) e Hélio (Carlos Alberto). Técnico: Paulo Bonamigo.

IMPERATRIZ: Jairo; Nonato, Tomais, Ramon e Wesley; Adriano (Jerinha), Cebolinha, Lorran e Vinícius Machado; Blaise e Cesinha. Técnico: Charles Guerreiro

  • Árbitro: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)
  • Assistente 1: João Fábio Machado Brischiliari (PR)
  • Assistente 2: Luiz H. Souza Santos Renesto (PR)
  • Quarto árbitro: Andrey da Silva e Silva (PA)
  • Cartões amarelos: Tcharlles (Remo); Tomais e Cesinha (Imperatriz)
  • Gols: Tcharlles, aos 6, Eduardo Ramos, aos 26, Tcharlles, de cabeça, aos 36, e Hélio, aos 45 minutos do 1° tempo; Gustavo Ermel, aos 23 minutos do 2° tempo 
  • Local: Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém 

Fonte Zé Dudu

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar