BELÉMCRIMENOTÍCIAS

Morte de estudante de medicina é elucidada pela polícia do Pará

A polícia divulgou na segunda-feira, 19, o suposto assassino do jovem acadêmico de medicina Valmir Billy Marley Júnior, ocorrido às proximidades do Mercado de São Braz, em fevereiro deste ano e que chocou os meios acadêmicos pela brutalidade com que foi executado.

Segundo as investigações policiais, o assassino é o morador de rua e usuário de entorpecentes, Alexandre da Cunha Barbosa, que tem passagens pela polícia por roubo e foi preso pela Divisão de Homicídios da Polícia Civil do Pará. A motivação do crime seria o roubo do celular do acadêmico que voltava para casa após um plantão noturno.

Billy Marley Junior tinha 23 anos e era membro do projeto Acadêmico Aspirante, do Sindicato dos Médicos do Pará (Sindmepa). Estudava Medicina pela Universidade Federal do Pará (UFPA) e sua morte chocou os meios estudantis e médicos.

Cumprindo seu papel de cobrar das autoridades competentes soluções e respostas sobre o bárbaro crime, o Sindmepa enviou ofício às autoridades de segurança pública do estado assim que soube do ocorrido.

No mês passado, recebemos resposta da Secretaria de Segurança Pública informando que as investigações estavam em andamento e que a Segup estava empenhada em solucionar o caso. Após investigar diversas câmeras de segurança espalhadas no percurso feito pelo rapaz assassinado. A polícia também rastreou o celular da vítima descobrindo o assassino.

O Sindmepa parabenizou a agilidade do trabalho de investigação feito no caso e, embora, saiba que isso não trará o estudante de volta, agradece pela atenção e respeito dedicados à família de Billy Marley.

Fonte: Sindmepa

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar