NOTÍCIASO ED VOLTOU!

Belém tem o pior índice de gestão pública entre as capitais brasileiras

Um estudo divulgado neste início de semana pelo Centro de Liderança Pública (CLP), entidade de notório prestígio nacional, traz em dados, indicadores que mostram os problemas de gestão pública que a capital paraense apresenta e que reflete no dia a dia da população que mora na cidade.

O ranking 2021 analisa 411 cidades brasileiras com mais de 80 mil habitantes. Desse total, 20 municípios paraenses foram analisados. Belém apresentou o pior desempenho entre todas as capitais analisadas. O problema também acontece no interior, 5 cidades paraenses estão nas últimas posições na nota geral dos indicadores.

O Ranking de Competitividade dos Municípios, levantamento que chega à segunda edição em 2021, analisa 65 indicadores, como funcionamento da máquina pública, eficiência fiscal, saúde, educação, segurança, saneamento, meio ambiente, inserção econômica e telecomunicações.

Numa escala de escore que vai de 0 a 100, o melhor município brasileiro é Barueri (SP), que cravou 68,26 pontos e é seguido pelo também paulista São Caetano do Sul, 66,46 pontos. De forma vergonhosa, o Pará segue, tal qual na edição do ano passado, como o único estado brasileiro a ocupar as cinco últimas colocações do ranking. O quinteto formado por Cametá (escore 31,14), Tucuruí (31,06), Tailândia (28,38), Breves (27,43) e Moju (24,9) ostenta os piores indicadores conjuntos de competitividade e não conseguiria representar o estado em um cenário de, por exemplo, guerra fiscal para captação de investimentos.

Coleta irregular de lixo revela é um das falhas da gestão pública municipal. Foto: ArquiUrbe

Belém (escore 42,92) é a capital menos competitiva do país porque perdeu considerável posição no ranking, sobretudo na dimensão instituições. Isso afetou significativamente a percepção da metrópole paraense como localidade estratégica para negócios. Com base no ranking, Belém seria a última capital a ser escolhida para abertura de um modelo sustentável de empreendimento. As três capitais mais competitivas do país são Florianópolis (escore 64,58), São Paulo (64,48) e Vitória (64).

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar