DENÚNCIANOTÍCIASPará

Alberto Teixeira, secretário do governo Helder, tem bem indisponível pela Justiça

Segundo a coluna do jornalista Olavo Dutra, publicada na internet, “Sabe-se agora: dois dias antes do Natal do ano passado, o Cartório de Imóveis do 1º Ofício de Belém averbou a indisponibilidade do apartamento 1403 do edifício Blue, no bairro do Jurunas, de propriedade do ex-delegado-geral de Polícia do Pará, Alberto Teixeira, hoje, secretário de Justiça do governo Helder Barbalho. A decisão foi da Comarca de Marabá, com base nas ações de improbidade administrativa movidas pelo Ministério Público”.

Veja reportagem do ParáWebNews aqui: Delegado geral Alberto Teixeira recebe diárias de viagens ao interior do Pará, mas continua trabalhando em Belém

“Como se sabe, Alberto Teixeira é alvo de investigações de improbidade administrativa pelo Ministério Público (MPPA) e investigado pela Polícia Federal. Em setembro de 2020, Teixeira foi alvo de mandado de busca e apreensão expedido pelo ministro Francisco Falcão, do Superior Tribunal de Justiça, sob a suspeita de integrar organização criminosa e de ter realizado a compra de equipamento de espionagem, inclusive sem autorização dos órgãos de controle”.

Veja reportagem aqui: Compra sem licitação de álcool em gel, no valor de R$ 55 o litro, foi autorizada diretamente por Alberto Teixeira

“Segundo o processo da Comarca de Marabá, de 2013 a 2016, como secretário de Segurança Institucional vinculado à prefeitura, Aberto Teixeira recebeu irregularmente verbas oriundas tanto Estado do Pará quanto da Prefeitura de Marabá como pagamento de “salários”, o que atenta contra o princípio da moralidade administrativa. Ainda segundo o processo, o ex-delegado-geral adquiriu o apartamento no edifício Blue em 2014 por R$ 463 mil, pagou R$ 363 mil à vista e financiou o restante em 48 vezes”. 

Veja mais aqui: Delegado geral Alberto Teixeira acumula salários, inquéritos e escândalos no serviço público

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar