DENÚNCIANOTÍCIAS

“Vou botar ele [Iate] ali em frente à igreja, pra matar os invejosos” debocha prefeito de Itaituba sobre Iate luxuoso

Após o novo iate de luxo do prefeito de Itaituba, Valmir Climaco (MDB), chamar atenção nas redes sociais e gerar um pedido de investigação por parte do Ministério Público, um áudio que circula nas redes sociais de Climaco, ele confirma que comprou a embarcação por R$12 milhões. As informações são do Portal Giro.

“Estão falando muito de um Iate, de uma lancha que eu comprei, colocaram nas redes sociais que foi R$ 9 milhões, não foi 9 não, foi 12. […] Eu tô a disposição do Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal, dá Polícia Federal, da Receita Federal, nós tamos a disposição”, Valmir Climaco.

De acordo com o prefeito, a embarcação foi adquirida através de uma negociação da empresa dele, a Porto Tapajós, com a empresa de transportes Bertolini.

“Vendi um Porto pra eles, por R$ 28 milhões, R$ 5 milhões do terreno e R$ 23 milhões, que eu vou ter que dar a obra construída, nesse negócio aí, entrou esse Iate, que eu peguei no negócio, ele só trocava comigo se eu pegasse o diabo desse Iate, e eu peguei”.

Foto: Reprodução

O prefeito aproveitou a oportunidade para mandar um recado para a promotora Ociralva Farias Tabosa, que responde atualmente pela 4ª PJ (Procuradoria de Justiça) de Itatuba, que foi quem determinou a apuração da compra, e para quem está falando sobre aquisição da embarcação, afirmando que pretendia vender o Iate ou iria colocar em sua residência, mas agora irá colocar a embarcação em frente à Igreja para “matar os invejosos”.

“Tô aqui a disposição do Ministério Público Estadual, Federal e todos esses órgãos, a Promotora aqui da nossa cidade diz que abriu um procedimento, Doutora, quando a senhora quiser um contrato, procure nós, que nós vamos colocar lá. […] Só de imposto eu vou ter que pagar desse Iate um milhão e setenta e três mil reais. Tá esclarecido? Querem mais esclarecimento?”, diz Valmir.

Valmir também relembrou que antes de ingressar na carreira política, ele empresário e tinha já tinha bens. “Quero dizer pra esse povo que quando eu entrei na política, eu já era proprietário de avião, já era proprietário de gado, já tinha minha construtora, já tinha minhas empresas”.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar