DENÚNCIANOTÍCIASO ED VOLTOU!

Queda de letreiro “Eu amo Belém” diz muito sobre a situação atual da cidade

“Eu amo Belém”. Era a frase escrita no letreiro do Portal da Amazônia. Neste final de semana, no entanto, após sofrer com abandono, o letreiro veio abaixo.

Esse abandono e a falta de manutenção do local que é tão frequentado e fotografado por moradores e turistas, talvez seja uma sátira sobre a situação atual da cidade de Belém. Por que então ficar em pé, se ninguém aqui me ama? Quem ama, de verdade, não abandona.

Mas ele caiu, está lá, deitado, judiado, maltratado, ofegante, quase morto. Como a cidade, aliás. E judiada por aqueles que não cansam de repetir “Eu amo Belém”, mas faz disso com um amor doentio. Abusivo.

Belém é uma menina cansada, quase parando, onde velhas ideias se sobrepõem como novas ideias. Que novas ideias? Ideias que paralisam? Que não deixam seguir rumo à prosperidade? Ideias provincianas, arcaicas, de R$1,99? De uma juventude que defende essas novas ideias, mas que na primeira oportunidade migra para São Paulo ou Curitiba porque aqui, ironicamente, não encontra oportunidade?

A queda do letreiro “Eu amo Belém” mostra que nesta cidade, o ódio prospera sob a forma de amor.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar