NOTÍCIASParáREGIONAL

Pai cava cova de próprio filho por falta de coveiro em Medicilândia

De acordo com os moradores da comunidade União da Floresta, no km 120, em Medicilândia, região sudeste do Pará, o cemitério da cidade está quase sem vagas, sem um funcionário sequer para abrir as covas e cuidar da limpeza, e sem obras de infraestrutura.

A sepultura aberta no terreno ao lado do cemitério municipal não foi para um paciente vítima da Covid-19, por isso os homens que aparecem nas imagens não estão com roupas especiais. São amigos e parentes de um morador, que após esperar por uma resposta da Prefeitura, que segundo eles, não veio, resolveram agir.

Veja o vídeo:

O corpo é o do jovem Fredson Alves Rodrigues, de 26 anos, morto a tiros em Altamira no último domingo, 7. O jovem é natural de Medicilândia, e após conseguir a liberação do corpo, os familiares fizeram o translado até à comunidade União da Floresta. 

Cova – Após registrar o grupo abrindo a cova, o responsável pelo vídeo publicou as imagens na rede social, denunciando o caso.

Em nota, a Prefeitura de Medicilândia informou que “o cemitério do km 120 – Distrito de União da Floresta terá uma atenção, agora, pela nova gestão, funcionários da Secretária de Viação e Obras foram encarregados e estarão a disposição para limpeza e demais trabalhos”, encerra o comunicado.

Fonte: Confirma Notícia

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar