BELÉMDENÚNCIANOTÍCIAS

Manifestantes pedem abertura do Atacadão do Portal da Amazônia

Na manhã desta segunda-feira, 23, um grupo de manifestantes foi até a avenida Nazaré onde está o gabinete do prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, para protestar pela abertura do Atacadão Carrefour, instalado próximo a orla do Portal da Amazônia.

O empreendimento já está pronto, no entanto, sem autorização municipal para funcionar. A consequência disso é que cerca de 1500 empregos, entre diretos e indiretos, estão deixando de ser gerados com o imbróglio. Outro fato importante é que impostos deixam de ser gerados na cidade, com isso, a prefeitura depende mais de empréstimos, repasses estaduais e federais, além de não conseguir realizar adequadamente a zeladoria de Belém, pois os recursos são pequenos e a máquina pública é burocrática.

O prefeito Edmilson já deixou claro em entrevistas e em vídeos em suas redes sociais que não irá conceder licença para o empreendimento e que deixará nas mãos da justiça decidir sobre o caso.

Esta é a segunda vez que são realizadas manifestações pela abertura do Atacadão no Portal da Amazônia. Em julho passado, moradores do Jurunas interditaram a avenida Bernardo Sayão pedindo a abertura do empreendimento.

LEIA TAMBÉM:

Edmilson impede que 600 empregos sejam gerados no Jurunas

Moradores do Jurunas pedem abertura do Atacadão: “Queremos emprego”

Nas redes sociais a manifestação repercutiu. O perfil Belém Trânsito publicou sobre o assunto no Twitter, as dezenas de comentários na postagem eram contra o protesto com o tom de que aquelas pessoas estavam a mando de empresários, o velho artifício marxista da luta de classe, colocando o emprego em segundo plano.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar