NOTÍCIASPOLÍTICA

Decisão do STF mantém Renan Calheiros na relatoria da CPI da Pandemia

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), manteve o senador Renan Calheiros (MDB-AL) como relator da CPI da Pandemia. Em decisão anunciada nesta quinta-feira, 29, Lewandowski negou a ação que pedia o impedimento do senador como relator da comissão. 

Renan foi escolhido na última terça-feira, 27, como o relator do colegiado que investigará ações do Governo Federal na pandemia e o uso dos recursos repassados pela União a estados e municípios. A decisão também beneficia o senador Jader Barbalho (MDB-PA).

A ação que solicitava o afastamento foi movida por três senadores aliados do governo que são contra a indicação de Renan. O mandado de segurança foi apresentado por Eduardo Girão (Podemos-CE), Jorginho Mello (PL-SC) e Marcos Rogério (DEM-RO) e pedia a suspensão do ato que colocou o senador na comissão.

Segundo os parlamentares, Renan não poderia ocupar o cargo já que seu filho é governador de Alagoas. Além de Renan, os senadores também apontam Jader Barbalho (MDB-PA), que é um dos suplentes e pai do governador do Pará, Helder Barbalho.

Fonte: CNN Brasil

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar