ECONOMIANOTÍCIAS

JBS inaugura “hotel” para até 20 mil bois no Pará

O Pará é uma das novas fronteiras do agronegócio no Brasil e por isso tem conseguido receber investimentos no setor. Com o quinto maior rebanho bovino do país, com mais de 20 milhões de cabeças de boi, sendo um dos maiores produtores de carnes, o estado tem sido visto como estratégico para players do setor, ainda mais em um momento de forte demanda por carne vindo da China.

Nesta semana, a JBS inaugurou uma nova unidade de confinamento para bois no município de Xinguara, no Sul do Pará. O “boitel”, como é conhecido, tem capacidade para abrigar até 20 mil bois para engorda e posterior abatimento.

“O Pará é um estado promissor. Está crescendo muito e se desenvolvendo. E a pecuária lá é intensiva, é forte. A gente já vinha há bastante tempo olhando estrategicamente para o Pará e graças a Deus deu certo. Então a unidade em Xinguara fica praticamente no meio de Redenção e Marabá, duas plantas frigoríficas nossas, e nós vamos trazer tudo que é de melhor nessa intenção de engorda final a cocho para os pecuaristas da região”, anunciou o gerente de confinamento da JBS, José Roberto Bischofe Filho.

A localização do boitel é estratégica, pois se localiza entre Redenção e Marabá, onde a empresa possui plantas frigoríficas. Além disso, a região de Xinguara possui um rebanho de 8 milhões de cabeças de boi.

“É uma estrutura de 15 mil, podendo chegar a até 20 mil bois no período da seca (de capacidade estática). Trata-se da Fazenda Santa Bárbara. […] É uma estrutura bem organizada, com fábrica de ração, com silo trincheira, ambientalmente correta, com lagoas de decantação, então é uma estrutura pronta. Cada piquete tem a capacidade para acomodar de 100 a 120 animais, respeitando a metragem de cocho e área para cada cabeça em torno de 14 a 16 metros quadrados livres por boi”, detalhou Bischofe.

Em 2020, o Pará exportou 414 milhões de dólares em carne bovina, ficando na 8° colocação entre os estados brasileiros.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar