Coluna

Edmilson Rodrigues e a filosofia do padre Quevedo

O maior defensor da ditadura castrista aqui na terrinha, o prefeito Edmilson Rodrigues, do PSOL, resolveu falar sobre a onda de manifestações populares que estão acontecendo nesta semana em Cuba contra a herança maldita deixada por Fidel: a ditadura.

Segundo postou em vídeo em suas redes sociais, pasmem, o povo cubano está indo às ruas contra a ditadura, sim, mas contra a ditadura imposta pelo imperialismo americano e seu embargo à ilha.

Ora, como o povo protestaria contra a fome e a pobreza que devastam a região desde a revolução de Sierra Maestra? Protestar, como? Cuba tem a melhor educação e a melhor saúde do planeta, não é? É o paraíso na terra. Ora, essa tal de liberdade, as vezes, é supervalorizada.

Sem ter como defender o indefensável, Edmilson opta por um negacionismo cínico que não convence nem a própria mãe, tampouco a plateia de asseclas abobalhados que costuma lhe aplaudir. Como diz o caboclo paraense: “a cara do bichão nem treme”.

Mas, olhando de outra forma, pelo menos Edmilson vem mostrando alguma coerência dentro de sua incoerência rotunda. Sempre que confrontado com algo que desabone sua conduta, supostamente “impoluta”, como uma sentença, uma denúncia, uma acusação, costuma negar peremptoriamente. É o seu modus operandi.

Foi assim com a sentença em primeiro grau que o condenou por improbidade administrativa e está sendo assim no caso do bloqueio de reembolso de valores gastos em combustíveis quando era Deputado.

Edmilson vem, aos pouquinhos, roubando a filosofia do famoso padre Quevedo: “Isso non ecziste!!!!!”

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar