REGIONAL

É viável “tampar” canais e construir praças e pistas de cooper sob eles?

Por Movimento Liberal Paraense

Nos últimos dias tem sido bastante comentando entre os eleitores de Edmilson Rodrigues (PSOL) a proposta do candidato Delegado Eguchi (Patriota) sobre “tampar canais” e construir sobre eles praças e áreas de lazer. Mas afinal o que seria isso?

Primeiramente, ao contrário do que os eleitores de Edmilson comentam, os canais não seriam aterrados, conforme é possível verificar no plano de governo (Item 6.3, página 12), eles seriam transformados em galerias subterrâneas.

Em segundo lugar, isso já foi feito em diversos canais em Belém. Mais recentemente na Macrodrenagem na Bacia da Estrada Nova na Avenida Bernado Sayão (fotos), Rua dos Timbiras e Rua dos Caripunas. No passado, também foi feito na Macrodrenagem do Una nos canais da 3 de Maio, Antônio Baena e Boaventura da Silva no bairro de Fátima.

Na mesma época, inclusive na gestão Edmilson foi feito algo semelhante na Pedro Miranda para construção da Aldeia Cabana, no local antes havia um igapó, conforme foi postado no próprio blog do candidato.

A transformação dos canais é algo benéfico para a cidade visto que boa parte deles já não possui uma grande margem livre, além de esteticamente muito mais agradável que um esgoto a céu aberto, também há benefícios no aumento da capacidade de armazenamento dos mesmos canais, minimizando os alagamentos e economia de recursos públicos para limpeza dos mesmos (R$ 34 milhões no último inverno, conforme reportagem do O Liberal) que acabam sendo como “enxugar gelo”, que diferente de canais abertos, parte da população não jogaria entulhos e lixo (como sofás, geladeiras e até carros) e assim obstruindo os canais e agravando alagamentos.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar