BELÉMENTRETENIMENTONOTÍCIAS

Com pandemia em alta, Prefeitura de Belém destina R$ 2,2 milhões a escolas de samba, mesmo sem carnaval

Na noite de segunda-feira, 8, o prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues (PSOL) anunciou o projeto “Carnaval o Ano Todo”, um edital que busca fomentar a produção carnavalesca ao longo de 2021, a partir de uma subvenção destinada às escolas de samba e blocos de carnaval no valor total de R$ 2,2 milhões. Com a medida, serão beneficiadas 58 agremiações , sendo 40 escolas de samba e 18  blocos carnavalescos. 

O projeto foi a solução encontrada pela gestão municipal, a fim de garantir que, mesmo diante da pandemia da Covid-19, as agremiações carnavalescas estejam amparadas. 

“Nós fizemos um plano em que os recursos entram e as escolas de samba vão continuar trabalhando com segurança, garantem o isolamento para receberem o recurso público e investir”, destacou o prefeito Edmilson Rodrigues, durante a live que realiza às segundas-feiras nas redes sociais.

Live – Além do prefeito, também participaram da live o presidente da Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel), Michel Pinho, e como convidada a cantora Creuza Gomes, conhecida como a “Rouxinol do Pará”, que tem uma carreira de mais de 40 anos cantando sambas. “O objetivo é fazer com que essas pessoas e as agremiações recebam 100% das subvenções”, enfatizou o presidente Fumbel. 

 Ao todo, 25 escolas de samba de Belém serão beneficiadas pelo projeto. As escolas de samba de Belém do Primeiro Grupo receberão R$ 113.250,00, cada, as do Segundo Grupo receberão R$ 45 mil e as do Terceiro Grupo R$ 30 mil, totalizando o investimento de R$ 1.619.250,00. 

As escolas de samba de Mosqueiro, Outeiro e Icoaraci receberão o valor de R$ 30 mil reais, cada. 

Os blocos de carnaval também serão contemplados. Os do primeiro grupo de Belém receberão R$ 14 mil, cada, os do segundo grupo e os blocos carnavalescos de Icoaraci receberão R$ 10 mil, cada. 

Mais de R$ 2 milhões – Ao todo, o projeto “Carnaval o Ano Todo” irá destinar R$ 2.281.250,00 às escolas de samba e blocos de carnaval da cidade. 

O valor será pago em três parcelas para o desenvolvimento dos trabalhos nas agremiações ao longo do ano. O primeiro repasse está previsto para o dia 10 de abril, segundo informaram o prefeito e o presidente da Fumbel.

Os recursos serão utilizados pelas agremiações em oficinas de formação, para a valorização da cultura popular e atividades pedagógicas, envolvendo crianças, jovens e as comunidades, onde os blocos e escolas de samba estão localizadas.

Fonte: Agência Belém

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar