NOTÍCIASPOLÍTICA

Bolsonaro sinaliza que poderá vetar fundo eleitoral de R$ 5,7 bilhões

O presidente Jair Bolsonaro sinalizou que poderá vetar o aumento do fundo eleitoral para R$6 bilhões, aprovado na última quinta-feira, 15, dentro da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

O engordamento do fundo para que partidos políticos realizem suas campanhas eleitorais, vem sendo amplamente criticado pela sociedade civil uma vez que retira dinheiro de áreas essenciais como saúde, educação e saneamento.

Ao receber alta do hospital após tratar uma obstrução intestinal, o presidente afirmou que o vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos (PL-AM), atropelou a votação da LDO.

“Eu sigo a minha consciência, sigo a economia e a gente vai buscar um bom sinal para isso tudo aí. Afinal de contas, eu já antecipo, R$ 6 bi pra fundo eleitoral, para financiamento de campanhas, pelo amor de Deus”, afirmou.

Ramos, segundo Bolsonaro, teria “passado por cima” e não pôs em votação um destaque à redação da LDO que alteraria o texto para suprimir a previsão de reajuste do fundo eleitoral.

“Então, num projeto enorme, alguém botou lá dentro essa casca de banana, essa jabuticaba. O Parlamento descobriu, foi tentando destacar para que a votação fosse nominal. Essa questão, o presidente Marcelo Ramos, do Amazonas… Pelo amor de Deus o estado do amazonas ter um parlamentar como esse, pelo amor de Deus”, afirmou.

De acordo com o presidente, com o valor de R$ 6 bilhões, daria para recapear grande parte da malha rodoviária do País ou concluir as obras que levam água para o Nordeste.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar