ECONOMIANOTÍCIAS

Belém lidera produção nacional de pescado

Rodeada de rios e localizada a poucos quilômetros do oceano Atlântico, a capital paraense lidera a produção nacional de pescado voltada para exportação.

Belém movimentou nesses primeiros meses de 2021, 20,586 milhões de dólares, ou R$ 110,75 milhões em moeda nacional, segundo dados divulgados pelo ministério da Economia. O Pará todo exportou 27,07 milhões de dólares, o que, em moeda nacional, equivale a R$ 145,64 milhões.

A capital paraense lidera a produção de peixes congelados, com movimentação de R$ 51,25 milhões, assim como a produção de peixes secos e defumados, no valor de R$ 41,67 milhões. Já a produção de crustáceos frescos, secos, congelados e ou salgados é dominada por Recife, que rendeu durante o primeiro semestre deste ano R$ 18,07 milhões nessas especiarias.

Além de Belém, os municípios de Bragança (7° colocado) e Ananindeua (17°) também aparecem no ranking 20 maiores produtores de pescados.

OS 20 MAIORES EXPORTADORES DE PESCADO DO BRASIL

1º Belém (PA) — R$ 110.752.884,44

2º Natal (RN) — R$ 67.959.702,70

3º Fortaleza (CE) — R$ 34.277.588,62

4º Acaraú (CE) — R$ 27.063.960,88

5º Camocim (CE) — R$ 22.526.813,20

6º Recife (PE) — R$ 21.532.868,96

7º Bragança (PA) — R$ 21.319.465,88

8º Rio Grande (RS) — R$ 19.243.598,26

9º Porto Seguro (BA) — R$ 18.161.389,74

10º Itapemirim (ES) — R$ 17.253.391,00

11º Santos (SP) — R$ 14.992.779,56

12º Alcobaça (BA) — R$ 14.467.809,92

13º Penha (SC) — R$ 11.890.714,60

14º Aracati (CE) — R$ 11.513.512,04

15º Aparecida do Taboado (MS) — R$ 11.177.272,80

16º São Gonçalo do Amarante (CE) — R$ 11.009.153,18

17º Ananindeua (PA) — R$ 11.004.870,70

18º Jaboatão dos Guararapes (PE) — R$ 9.132.689,88

19º Laguna (SC) — R$ 7.860.637,30

20º Itajaí (SC) — R$ 7.049.349,44

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar