BELÉMCRIMENOTÍCIASPOLÍTICA

Vereadora Bia Caminha ingressa com Queixa-crime contra MBL

O coordenador estadual do grupo MBL ( Movimento Brasil Livre ), Netto Marques, usou suas redes sociais, nesta manhã, 01, para anunciar sua intimação pela polícia civil do estado do Pará (Divisão de Combate aos Crimes Cibernéticos), para prestar esclarecimentos sobre uma postagem sua, na qual ele comenta a fala da Vereadora Bia Caminha, (PT), na tribuna da Câmara Municipal de Belém.

A peça criminal imputa ao coordenador a prática de crimes contra a honra da vereadora.

Netto aproveitou para reforçar sua crítica e mostrar-se indignado com a falta de liberdade existente no País, quando se trata de questionar autoridades.

O discurso: Em janeiro deste ano, a recém eleita vereadora, Bia Caminha, discursou na plenária da Câmara Municipal de Belém. Em discurso “contundente” e polêmico, a vereadora disse que “porque se existe hoje uma população mais pobre, e é a população negra da nossa cidade, é porque existe uma população branca e rica, que só é branca e rica porque roubou, porque escravizou e porque explorou as pessoas.

Crítica: O MBL local criticou a postura da petista, vendo na fala uma espécie de “racismo inverso” e apontando a suposta hipocrisia da vereadora, conhecida justamente por combater o racismo.

Veja o vídeo e a publicação.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar