BELÉMDENÚNCIANOTÍCIAS

Revelamos a cara de quem faz o Belém Trânsito, o perfil que destrata a quem critica Edmilson Rodrigues

Parece que a maré de azar bateu nos calcanhares dos irmãos Thiago e Lucas Paolelli, os nomes por trás do perfil no Twitter, Facebook e Instagram, o famoso Belém Trânsito.

Em novembro do ano passado, nós aqui do Pará Web News (PWN) já havíamos mostrado e revelado o segredo mais bem guardados das redes sociais paraenses: a identidade de quem faz o Belém Trânsito.

Leia reportagem do dia 20 de novembro de 2020 aqui: Página sobre trânsito comemora morte do militar Coronel Pantoja

Para não restar dúvidas, aqui estão os irmãos Paolelli:

Lucas (à esquerda) e Thiago Paolelli são os administradores do perfil Belém Trânsito

Homofobia – E no domingo, 21, mais uma vez, o perfil Belém Trânsito mostrou a sua verdadeira cara: a da homofobia, fazendo graça com o competidor Gil, do reality BBB 21. Eles apagaram a fala polêmica e carregada de preconceito, mas o print dela passou a circular pelas redes sociais em Belém.

Veja a reportagem do PWN aqui: Depois de xingar seguidores, perfil Belém Trânsito é acusado de homofobia e apaga postagem

Desafetos – O que está parecendo, agora, é que os Paolelli tanto fizeram, tanto fizeram, que acabaram colecionando vários desafetos, em especial, na classe política, visto que, os rapazes são assumidamente de esquerda, e, nas respostas malcriadas e grossas no Twitter, eles debocham de quem, por exemplo, aponte as irregularidades e as peripécias da gestão Edmilson Rodrigues (PSOL), frente à Prefeitura de Belém.

O tipo de respostas que os Paolelli dão aos seguidores que os criticam

Eder Mauro – O primeiro desafeto declarado foi o deputado federal Eder Mauro, que, literalmente, comprou uma briga com o Belém Trânsito. A rinha entre eles está sendo vista no Twitter, nesta terça-feira, 23.

O delegado Eder Mauro escreveu: “És a “persona” por trás do perfil propagador de fake news @belemtransito financiado pela esquerda paraense. DENUNCIEM!

Veja a postagem:

O fator Pedrox – A identidade dos irmãos Paolelli ainda se mantém secreta, mas há o fator Pedro Henryque Paes Loureiro Bragança, o também famoso Pedrox, advogado, jornalista, professor e servidor do Ministério Público do Estado do Pará, que é um dos pioneiros do Twitter em Belém, assim como o Belém Trânsito.

A relação entre Pedrox e Thiago Paolelli é afirmada nesta postagem de Pedrox, em um perfil profissional. E a coisa fica mais gritante ainda quando, no final de 2018, o Belém Trânsito ganhou o prêmio Fiepa de Jornalismo, como Melhor Blog (ooooiiii!!!!???) e quem foi receber a premiação foi… isso mesmo, o Pedrox.

Parte do texto do perfil profissional do jornalista Pedrox

Vereador Mauro Freitas – E como se não bastasse a briga, digamos, em nível federal, a teima chegou na Câmara Municipal de Belém (CMB). O vereador Mauro Freitas, ex-presidente da CMB, publicou o seguinte texto na página dele no Facebook, também nesta terça-feira, 23:

Veja a postagem:

“Depois de muito rebuliço nas redes sociais sobre a conduta desrespeitosa de um perfil que, no começo, foi criado com “finalidade de prestar um serviço” dando informações sobre o trânsito na cidade [Belém Trânsito], de um tempo pra cá a página, depois de atrair muitos seguidores, acabou se desvirtuando da sua finalidade e deixando cair sua máscara.

Financiados pelo PSOL e a turma do EdLivros [Edmilson Rodrigues, prefeito de Belém), pasmem, dois funcionários do Ministério Público do Pará (MPPA) usam as redes sociais pra fazer militância política escondidos atrás do anonimato da página e promover ataques a todos aqueles contra seus pensamentos e discordantes das suas opiniões políticas.

Um dos membros da “turma”, o professor Pedro Henryque Paes Loureiro Bragança, o Pedrox, que também funcionário do MPPA em uma matéria, assume que foi o criador do perfil, mas que hoje em dia a maioria da responsabilidade das postagens e ataques está a cargo dos irmãos Lucas e Tiago Pamplona Paolelli.

Coincidência ou não, Lucas, conhecido pela alcunha de Morcegão, também é funcionário do MPPA. É fácil encontrar xingamentos, insultos e até racismo e homofobia nas postagens da página que há muito deixou de prestar serviços. As próprias páginas pessoais dos donos têm o mesmo linguajar e posicionamento.

Quem discordar da posição política e não concordar com os pensamentos da administração do EdLivros, não quiser o ‘Lula Livre’ ou votar em outro candidato… é hostilizado. Até comemoração pela morte de um militar [coronel Pantoja] já teve.

Resta agora saber qual o posicionamento do MPPA sobre a conduta dos seus funcionários e se realmente concorda e aprova esse tipo de comportamento. Estamos de olho….

#MauroVigilante

Veja os prints da postagem de Mauro Freitas:

É, parece, nós dizemos, parece que a “batata dos belemtransiteres está assando”. E bem assada.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar