NOTÍCIAS

Polícia erra e prende adolescente que não tem relação com morte de bombeiro

Na manhã da última quarta-feira, 16, foi anunciado que a Polícia Militar havia apreendido uma adolescente de 16 anos sob suspeita de envolvimento na morte do bombeiro militar Allan Tadeu.

Após apuração, veio a confirmação de que a apreensão não passou de um erro policial e que a jovem, apesar de morar na área em que o corpo foi encontrado em um cemitério clandestino, em Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém, não tinha nenhum vínculo com o crime em questão.

A versão dos PM’s, derrubada após a adolescente prestar depoimento na Divisão de Homicídios, em Belém, e ser liberada em seguida era de que a menina teria “atraído o bombeiro para a morte”.

Nas redes sociais, a adolescente fez um apelo para que as pessoas parem de divulgar sua imagem e negou qualquer participação no crime.

Reprodução / Redes Sociais

Promotoria Militar vai instaurar para apurar irregularidades da apreensão

Na manhã desta quinta-feira, 17, o promotor de Justiça Militar, Armando Brasil, informou que vai instaurar um inquérito policial militar para apurar a apreensão irregular da adolescente.

Em nota, a Polícia Civil informa que a adolescente conduzida por meio de uma guarnição da Polícia Militar à Divisão de Homicídios foi ouvida e liberada. As investigações continuam.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar