NOTÍCIAS

Laudo aponta afogamento, um mês após morte de Yasmin Macêdo

O laudo emitido pela Polícia Científica do Pará (PCP) apontou afogamento como a causa da morte da estudante de medicina veterinária e influencer digital, Yasmin Macêdo, de 21 anos. O caso completou um mês nesta quarta-feira, 12.

O inquérito do caso foi prorrogado por mais 30 dias, segundo a Polícia.

Ainda nesta etapa das investigações, por pedido da defesa da jovem, testemunhas estão sendo ouvidas pela segunda vez, já que, conforme a própria Polícia Civil (PC), houve confusão entre os testemunhos colhidos na primeira rodada de depoimentos.

O desaparecimento da influencer ocorreu no dia 12 de dezembro de 2021, quando ela estava com outras 17 pessoas em uma lancha no rio Maguari, em Belém. O corpo foi encontrado na tarde do dia seguinte pelo Corpo de Bombeiros.

A embarcação tinha capacidade para até 8 pessoas. Também durante as investigações foi possível descobrir que houve presença de armas no passeio e disparos de dentro da lancha, como afirmou o advogado de um dos suspeitos no caso.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar