NOTÍCIASREGIONAL

FAKENEWS: Irmão de Eguchi não foi preso e nem condenado no caso Ouro Verde II.

A RBA transmitiu ontem, em rede nacional, debates com os candidatos das capitais cuja decisão das eleições ficou para o 2º turno. Aqui em Belém, o debate aconteceu entre os candidatos Edmilson Rodrigues (PSOL) e Delegado Federal Eguchi ( PATRIOTAS).

No bloco em que os candidatos faziam perguntas diretamente uns aos outros, após ser indagado sobre a condenação por improbidade pelo desvio de recursos de 14 mil livros, o candidato Edmilson retrucou dizendo que Eduardo Eguchi, irmão do candidato Eguchi teria sido condenado e preso, pelo tráfico ilegal de madeira no conhecido Caso Ouro Verde II.

Além disso o candidato do PSOL afirmou que Eguchi teria perdido o cargo porque deixou de investigar o caso. Em outro momento disse que Eguchi advogou para as 7 empresas condenadas.

O ParaWebNews foi atrás das notícias para comprovar a veracidade ou não dos fatos.

Operação Ouro Verde II: a PF, em conjunto com outros órgãos, deflagrou em 2007 a  Operação Ouro Verde II, destinada a desbaratar uma organização criminosa criada para realizar fraudes na comercialização de madeira no Pará.

O esquema funcionava por meio de fraudes no documento de Origem Florestal ( DOF) emitido pelo IBAMA, criando créditos irreais em favor de diversas empresas, inclusive fantasmas, mediante acesso ao Cadastro Técnico Federal ( CTF).

Os DOFs também eram usados para dar aparência de legalidade ao transporte de madeira e carvão, provenientes de desmatamento ilegal realizado na Região Amazônica.

Eduardo Eguchi preso e condenado:  

Ao se apurar os fatos, verifica-se que foram 8 condenados no Caso da Ouro Verde II pelo juiz federal Rubens Rollo D’Oliveira, da 3ª Vara Federal em Belém: José Roberto Farias da Silva e Alisson Ramos de Moraes à pena de 19 anos e cinco meses cada um. Raphaela Correa dos Santos e Carlos Henrique Oliveira foram punidos, respectivamente, com 16 anos e oito meses e dez anos de reclusão. Miguel Márcio Moreno D’Agostino e Kelly Cristina Barra Correia a oito anos e quatro meses cada, Carlos André Ferreira dos Santos a seis anos e Luiz Carlos Araújo Arthur a cinco anos. 

O engenheiro florestal Eduardo Eguchi não foi condenado e tampouco preso como afirmou Edmilson.O próprio Edmilson Rodrigues, após o debate, voltou atrás e publicou em suas redes sociais: 

Por óbvio, Delegado Federal Eguchi não advogou para as empresas condenadas, uma vez que, por ser delegado Federal, está impedido de exercer a advocacia.

Mesmo se “retratando”, todavia, Edmilson continua acusando Eduardo Eguchi de “envolvimento” caso da Ouro Verde de forma bastante genérica.

O que seria envolvimento? Funcionou do processo? Conheceu a área? Sua ex empresa Tecnoflora esteve envolvida? Edmilson não explica o que quis dizer.

Fica a pergunta: teria efeito uma retratação feita em uma rede social, sem muito se desculpar, quando a acusação fora feita em um debate de TV, com milhares e milhares de pessoas assistindo?

De qualquer maneira a assessoria de imprensa do Candidato Delegado Federal Eguchi já informou que pretende ingressar com ação de danos morais contra Edmilson Rodrigues, por criar e espalhar Fake News.

O próprio Eduardo Eguchi publicou a seguinte nota:

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar