DENÚNCIANOTÍCIASParáPOLÍTICA

Edmilson Rodrigues gastava R$ 1.500 em um só abastecimento sempre no mesmo posto

Em uma das vezes chegou a gastar R$ 2.500 em um só abastecimento

O Prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, em nota que enviou ao site do Zé Dudu, negou que tenha utilizado de forma irregular os valores destinados à cota de combustível, no período de 2019 e 2020, quando então era Deputado Federal pelo PSOL.

Um dia antes, este portal havia publicado a matéria Justiça determina bloqueio a Edmilson Rodrigues por despesas irregulares em que apontava o possível envolvimento do atual Prefeito de Belém na Operação Tanque Furado.

Cota: Pela Lei, cada deputado tem o direito de utilizar certos valores com gastos de combustível relativos ao seu mandato e de ser reembolsado pela Câmara por isto.

Ocorre que em muitos casos, alguns deputados apresentam notas de utilização destes valores sem a menor razoabilidade, que acabam indicando supostas fraudes e utilização desses valores para outros propósitos.

São situações como o abastecimento de mais de 1.000 litros de gasolina em um só dia, notas fiscais apresentadas por empresas, emitidas em nome de consumidores que não fazem parte do gabinete parlamentar ou mesmo não foram emitidas em nome de ninguém. Em outros casos a notas são emitidas sempre nos mesmos dias, nos mesmos posto e nos mesmos valores.

ONG Instituto Ops: Atento a isto, a ONG cruzou as informações apresentadas pela Casa e outros órgãos de controle e fez a denúncia de 104 deputados ao Ministério Público, Tribunal de Contas e a Câmara dos Deputados pedindo providências.

São ao todo R$ 27.000.000,00 (vinte e sete milhões de reais) que seriam desviados da União para o próprio bolso dos deputados.

Bloqueio do reembolso: Na ação Popular nº 1023130-84.2021.4.01.3400, movida por Fernando Silva Brito (Fernando Holiday- NOVO) e Lucas Pavanato de Oliveira, o Juiz Federal Substituto Renato Coelho Borelli determinou a suspensão liminar de todo o reembolso referente a combustível dos 104 deputados envolvidos, entre eles o atual prefeito de Belém Edmilson Rodrigues.

Nota de Edmilson: Em nota, curiosamente não enviada a este portal, a assessoria do prefeito Edmilson apenas apresenta negativa geral de irregularidades.

Fraude: Ao todo, nos anos de 2019 e 2020, em meio a pandemia em que o deputado sugeria que ficássemos em casa, gastava mais de 20 mil só em gasolina.

Curioso é que fazendo uma rápida consulta ao site da Câmara, observamos que Edmilson Rodrigues procurava sempre os mesmos postos, e abastecia com valores altos, como de R$ 1 500,00 (mil e quinhentos reais). Em uma das vezes chegou a pagar o valor de 2.500 (dois mil e quinhentos reais) em um só abastecimento. Que carro teria um tanque como esse?

Obs: A matéria foi editada para alterar o valor, antes de R$ 3.500,00 para 2.500,00.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar