BELÉMDENÚNCIANOTÍCIAS

Após denúncia do PWN, esposa do prefeito Edmilson Rodrigues é exonerada do Detran-PA

O Diário Oficial do Estado (DOE) traz em sua página 40, na edição desta quarta-feira, 3, a exoneração da esposa de Josiane Belém da Costa Rodrigues, também conhecida como Bianca Belém, de um cargo DAS, de assessora da presidência do Departamento de Trânsito do Pará (Detran).

Publicação no Diário Oficial do Estado, nesta quarta-feira, 3, página 40

Como denunciamos há quase uma semana, Josiane/Bianca é esposa do prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues (PSOL). A nomeação dela é prática conhecida como “nepotismo cruzado”, que consiste em que uma pessoa, parente de uma autoridade seja nomeada a um cargo DAS em outra instância de poder, que pode ser municipal, estadual ou cargos nos tribunais.

Veja a reportagem aqui: Esposa do prefeito Edmilson Rodrigues ganha cargo DAS no Detran-PA

A denúncia foi feita no último dia 26 de janeiro por este site ParáWebNews (PWN) e outros sites independentes em Belém, visto que, a “grande imprensa” na capital paraense passa ao largo desse tipo de assunto polêmico.

Mas as ‘formiguinhas’ dos sites e blogs independentes fazem o trabalho corretíssimo e denunciam. Esse tipo de denúncia é eficaz, visto que, como neste caso da nomeação de Josiane/Bianca, acabou resultando na exoneração do cargo de confiança dela no Detran.

Nepotismo – E mais uma vez, o prefeito Edmilson Rodrigues é pego em prática clara de nepotismo, que é proibido por Lei

Nas duas gestões passadas de Edmilson na Prefeitura de Belém, houve nepotismo escancarado com suas duas irmãs que ocuparam cargos da mais alta confiança na gestão municipal.

Ainda que as duas irmãs de Edmilson sejam servidoras concursadas da Prefeitura de Belém, ele não poderia tê-las nomeado para cargos DAS da mais extrema confiança.

Relembre o caso de nepotismo de Edmilson Rodrigues – Quando assumiu a prefeitura, em 1997, Edmilson Rodrigues nomeou três irmãos e a esposa para cargos de confiança na administração municipal. As edições da época do Diário Oficial confirmam as nomeações dos irmãos Edilene, Selma e Gerson Rodrigues e da mulher dele à época, Lucília. O então prefeito dizia que os quatro foram escolhidos por “competência profissional” e por serem militantes petistas.

O nepotismo de Edmilson foi noticiado na imprensa de Belém

Em 2001, Edmilson Rodrigues, depois de dizer que não iria exonerar as irmãs, determinou que elas deixassem os cargos de confiança (DAS) que exerciam na administração. Nenhuma foi demitida porque são concursadas e trabalhavam há mais de dez anos na Prefeitura de Belém.

A advogada Edilene Rodrigues Ribeiro deixou a assessoria jurídica do gabinete do prefeito para voltar à função técnica na Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel), responsável por praças, prédios históricos e monumentos da cidade. A determinação foi publicada no Diário Oficial do Município de 1º de março de 2001.

Já a economista Selma Leni Brito Rodrigues deixou o cargo de diretora de assessoramento superior (DAS) da Secretaria de Gestão e Planejamento (Segep). Selma trabalhava na Prefeitura há 18 anos e exerceu cargos de diretoria em duas gestões anteriores às de Rodrigues, como a de Hélio Gueiros.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar