CRIME

Justiça condena pai que matou a própria filha por herança

O publicitário Frederico Carneiro Soares, ex-cabo da Aeronáutica, foi condenado a 28 anos de reclusão em regime fechado, acusado de matar a tiro a própria filha, Maira Cintra Soares, de 40 anos, em frente aos três filhos da vítima.

O crime aconteceu em fevereiro de 2017, na zona sul de São Paulo. Após executar a filha, Frederico chegou a fugir, mas se entregou e confessou a autoria do fato, poucos dias depois. Segundo as investigações, ele disputava com a filha a guarda do irmão dela, diagnosticado com esquizofrenia, que recebia uma pensão no valor de R$ 8 mil reais.

Pai e filha também brigavam na justiça por uma casa, herança da mãe falecida. À época, a Justiça havia determinado que o imóvel deveria ser vendido e o valor dividido entre os dois.

A defesa de Frederico alegou se tratar de legítima defesa. Ele teria atirado ao ser contido durante a discussão e não teria intenção de matar a filha, porém, os laudos apresentados pela polícia científica indicam que ao menos um dos disparos que matou Maira foi à queima roupa.

Fonte: IstoÉ

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar