DENÚNCIANOTÍCIASO ED VOLTOU!

IPHAN embarga obra no cemitério da Soledade

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) embargou a obra de requalificação do cemitério da Soledade, no bairro de Batista Campos, em Belém. Iniciadas a cerca de dois meses após um convênio entre governo do Pará e prefeitura de Belém, a obra visa transformar o local em um parque público.

De acordo com o que é informado pelo IPHAN na placa de embargo colocada na frente do cemitério no último dia 13 de setembro, os bens tombados não poderão ser destruídos, demolidos ou mutilados, e não poderão ser reparados, pintados ou restaurados sem a prévia autorização do IPHAN, deixando a entender que as obras começaram sem a autorização do instituto.

Já a Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel) justificou a paralisação das obras pela ausência de um arqueólogo para acompanhar a ação, o que já estaria sido resolvido, segundo a fundação. Leia a nota:

A Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel) e a Secretaria Municipal de Urbanismo (Seurb) informam que, durante uma visita técnica, que ocorreu no dia 14 de setembro, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) identificou que será necessário o acompanhamento permanente de um arqueólogo frente à obra do Cemitério da Soledade, em virtude de um projeto de drenagem, que necessitará de intervenções mais profundas no solo do cemitério. A solicitação foi atendida e um profissional funcionário foi indicado pela Secult, no mesmo dia.

A Fumbel e Seurb informam que estão afinadas com a Secult e que os três órgãos se reuniram, durante a semana, para acompanhamento e deliberações referentes à obra e, também, para sanar dúvidas de forma a agilizar as obras.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar