ColunaO ED VOLTOU!

Cadê a merenda das crianças Sr.prefeito-criança?

O prefeito Edmilson Rodrigues, em seu primeiro e segundo mandatos,chegou a receber da Fundação Abrinq ,por duas vezes, o título de “Prefeito Amigo da Criança”, título do qual sempre que pode, fez questão de lembrar aos seus críticos e opositores.

Talvez pelo decurso do tempo, afinal já se foram tantos anos desta premiação, ou, o que é mais provável, pela total incoerência entre discurso e prática, já há quase 10 meses a prefeitura municipal de Belém não distribui o kit de merenda nas escolas do município.

Nem ovo com farinha sequer, absolutamente nada em nenhuma das 200 escolas geridas pelo município.

Para ser franco, após muitas críticas a SEMEC chegou a entregar um kit, com pouquíssimos itens, diga-se de passagem(Composto por 1 Pacote de frango, 1 de biscoito e 1 de macarrão) e nada mais. C’est finit.

Que “Bora Belém”, que nada! Se dependessem de nosso prefeito, nossas crianças já teriam todas morrido de fome.

Aqui cabe lembrar que o tal “Bora Belém”, programa de assistência da prefeitura, tal qual a caixa-preta de um avião, não permite acesso a dados e tampouco o controle de suas atividades. Ou seja, temos que acreditar que os valores estão sendo repassados corretamente, que não há apadrinhamento deste ou daquele, enfim, que a atual administração é honesta e proba.Aliás, sobre o tema ,além de suspeitas quanto à seleção , questiona-se quantas famílias realmente são atendidas. Na campanha a promessa era ampla, o que deve ter iludido muitos eleitores.

Não custa lembrar que nosso alcaide tem sobre os ombros uma condenação por improbidade administrativa. O fato de Edmilson ter recorrido e de que o recurso tenha efeito suspensivo não lhe tira o status de condenado.

E por falar em criança, o que dizer então do CONDAC-Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Belém, que Edmilson deixou ao “deus-dará” por meses e meses?

Mas, voltemos à merenda, porque sem “pão” de que adiantam os outros direitos?

Ora, todos sabemos, que as refeições feitas na escola, as vezes é a única do dia, pois nem sempre os pais têm possibilidades financeiras para fornecer uma alimentação satisfatória aos filhos.

Sem a merenda, de que irão viver os nossos mais de 75 mil alunos? De conversa fiada?

Nem me venham com a justificativa da Covid. A gestão anterior, sabedora das condições sociais precárias das famílias dos alunos, fez questão de continuar entregando os kits de alimentação mesmo durante a pandemia, em que os alunos não estavam frequentando as salas de aula.

Esta distribuição, infelizmente, cessou quando Edmilson assumiu o cargo de prefeito e Belém.

Fica a pergunta : Cadê a merenda das crianças, Sr. prefeito-criança?

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar