ColunaNOTÍCIAS

Blogs fakes, pró Edmilson, espalham boatos e defendem a PMB apaixonadamente na web

O ano era 2010. O blog se chamava  “Seja Dita Verdade” e pertencia a Armando Santiago Jr, o “companheiro Armando”, que se apresentava no Orkut como “um cidadão brasileiro indignado com a ação criminosa dos tucanos”. Era casado e tinha 56 anos e vivia em Poços de Caldas, Minas Gerais.

Esse blog possuía apenas dois únicos temas: defendia Dilma Rousseff (PT), com unhas e dentes, e atacava adversários, na época José Serra (PSDB), só e tão-somente.

Armando, na verdade, nunca existiu, seu blog era administrado por quatro pessoas que recebiam entre R$ 3,5 mil a R$ 4 mil por mês da empresa de marketing político, Ahead Marketing, localizada em São Paulo. É o que descreve a reportagem feita pela BBC.

Fakes – Sites fakes são estratégias comuns do “marketing de guerrilha” adaptadas aos ambientes virtuais. A ideia é passar a imagem de “neutralidade”, ou seja, alguém comum do povo está noticiando, sem qualquer interesse ou vantagem política.

Por trás da notícia, entretanto, está a intenção subjacente de desconstrução de um adversário político e o enaltecimento apaixonado de suas próprias ações.

Fácil portanto fazer a distinção entre blogs e sites criados unicamente com propósitos políticos de outros, mesmo que assumidamente com uma ideologia. É que aqueles não possuem outro assunto. São criados especificamente para estas ações e normalmente são “apócrifos”, isto é, não têm assinatura e quando têm não é de alguém que existe.

Coincidentemente ou não, desde que Edmilson Rodrigues (PSOL) assumiu a Prefeitura Municipal de Belém, alguns sites com estas características têm ganhado notoriedade, normalmente espalhando boatos e promovendo a PMB.

Blogs Apócrifos – Um deles é o pontodepauta.wordpress.com. Se dermos olhada em suas publicações, veremos que não passam de bajulação ao governo pesolista de Belém.

Esta semana, entretanto, o blog foi mais além. Vendo o governo de Edmilson Rodrigues ser criticado quando uma van da Sesma fora encontrada estacionada em um motel da cidade, tentou atribuir a culpa ao governo Zenaldo Coutinho (PSDB).

Outro site, este criado há cinco dias, no dia 23 de abril, chama-se pimenta-malagueta.net. Em matéria passional e leviana, acusa um ex-secretário tucano de “ter um puteiro e trair a esposa”. Imprensa marrom. Matéria com alvo definido, feita sob medida para prejudicar a imagem pessoal de quem quer que estabeleça relações próximas com políticos do PSDB.

O que esses sites têm em comum? Um foi criado neste mês, abril. O outro parece que “trabalha” só em campanha. Sua última postagem havia sido em 2016 ( campanha de Edmilson para prefeito), mas retornou em setembro do ano passado ( campanha de Edmilson para prefeitura). Ambos possuem como assunto apenas a defesa da PMB e o ataque a adversários. Uma verdadeira “milícia cabana virtual”. Em ambos os casos, igualmente, os blogs possuem serviço de “bloqueio de domínio”, permitindo que conheçamos seu registro apenas por ordem judicial.

Além disso, usam números de contato telefônico de outro estado, quase sempre de São Paulo, DDI 011, mas quando se tenta algum contato, o número é inexistente.

Veja o número de contato com DDI de São Paulo (SP)

Em seus layout não há qualquer identificação a quem pertença o site, tampouco quem assina as matérias, ou seja, são apócrifos.

Blog apócrifo na campanha – Na campanha para Prefeitura de Belém de 2020, o ParáWebNews publicou matéria em que demonstrava que a empresa Calli Digital, responsável pela propaganda publicitária da campanha de Edmilson Rodrigues, havia criado de um site, apócrifo, para atacar o então candidato Delegado Federal Eguchi.  

Veja: Empresa que faz marketing para Edmilson cria site criminoso para atacar Eguchi

O site se chamava “O Verdadeiro Eguchi”  e possuía apenas matérias criadas com o intuito de ofender a imagem do candidato.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar