CRIME

Acusado de matar menina de 8 anos em Ananindeua é preso

Acusado de matar uma menina de oito anos em Ananindeua, José Carlos Pereira dos Santos, de 61 anos, foi preso após um trabalho conjunto entre a Polícia Civil do Pará e do Maranhão. Ele prestou depoimento, na tarde desta segunda-feira (22), na Delegacia Geral da PC em Belém. O crime ocorreu em 2005. Na época, a vítima foi morta com resquícios de crueldade, com uma paulada na cabeça, após o agressor tentar estuprá-la.

Foram necessários 16 anos para que o acusado fosse alcançado pela Polícia. Ele foi pego no último dia 11 de fevereiro deste ano, em um conjunto habitacional na região metropolitana de São Luís.

Titular da Seccional de Ananindeua e responsável pelo caso, o delegado Armando Mourão conta que o acusado ainda permaneceu em terras maranhenses até que a Justiça do Maranhão autorizasse que ele fosse recambiado a outro estado. Quatro dias após essa autorização, ele foi preso pela instituição policial do Pará, nesta semana. 

“Ele foi detido nos primeiros dias do mês de fevereiro. Levou ainda seis ou sete dias preso lá porque ia ser recambiado para outro estado e havia a necessidade da legalidade de que a Justiça do Maranhão autorizasse o recambiamento dele ao Pará, para que não se configurasse sequestro. Como ele já estava com prisão decretada, ele foi diretamente recolhido à penitenciária no PEM III (Presídio Estadual Metropolitano III) , em Marituba”, detalhou.

Foi uma passagem pela Polícia, por porte ilegal de arma de fogo, que facilitou com que ele fosse encontrado. “Nós chegamos até ele rastreando os passos. Foi por meio da PC do Maranhão que conseguimos obter o endereço que ele havia declarado. Ele teve passagem pela Polícia lá e essa foi uma das razões que nos permitiu rastrear o endereço dele”, destacou o delegado.

Em depoimento, José Carlos negou que tenha cometido o crime. “Ele está negando o crime, mas as circunstâncias que nós temos são suficientes pra demonstrar a real periculosidade dele. Depois desse depoimento, ele vai ser devolvido para a cadeia. Ele está escoltado pelo Sistema Penal. Agora ele vai aguardar a manifestação da Justiça de Ananindeua”, enfatizou Mourão. O acusado deve responder por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver, cujas penas vão de 12 a 30 anos de prisão. 

O crime

José Carlos é acusado de matar uma menina de oito anos, no bairro do Icuí-Guajará, em Ananindeua, em 2005. O acusado vivia maritalmente com a tia da vítima e, por isso, a criança tinha proximidade com ele. Na época, o caso teve enorme repercussão.

Segundo o inquérito policial, a menina foi encontrada parcialmente despida e extremamente machucada, com sinais de agressão a pauladas no crânio. Para o delegado Mourão, a vítima teria sido morta porque o acusado ficou com medo que ela o denunciasse. O estupro não foi consumado. 

Natural do Maranhão, José Carlos fugiu depois do ocorrido para o distrito de Mosqueiro, em Belém, onde viveu com uma mulher durante um mês e meio. Depois, ele decidiu voltar para a terra natal, onde foi finalmente preso, anos depois.

Fonte O LIBERAL

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar