BELÉMDENÚNCIANOTÍCIAS

Servidores denunciam caso escandaloso de nepotismo no DEVS, órgão da Prefeitura de Belém

O diretor do Departamento de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (DEVS/ Sesma), Cláudio Salgado, está sendo acusado de nepotismo.

Assim como a Sesma, o DEVS é um órgão ligado à Prefeitura Municipal de Belém (PMB), por isso, chama à atenção que, depois de ter sido nomeado ao cargo de confiança de diretor, no início da gestão de Edmilson Rodrigues (PSOL), Cláudio indicou – e foi atendido – para outro cargo de confiança, com um gordo DAS, a própria esposa, Patrícia Fagundes da Costa, que, assim como o marido é servidora da Universidade Federal do Pará (UFPA).

O cargo de Patrícia é de Chefe de Divisão no Departamento de Vigilância Sanitária de Belém (Devisa), que integra o DEVS. Assim que assumiu, segundo denúncia recebida pelo Pará Web News (PWN), ela passou a exonerar profissionais concursados, de carreira, de cargos DAS, só por retaliação. Essas mesmas pessoas foram da linha de frente de combate à pandemia do novo coronavírus, no ano passado, e foram descartadas na troca de chefia.

A denúncia também informa que Patrícia e o marido humilharam uma funcionária, dentro do DEVS, e ainda, que todo o setor administrativo da Sesma foi vacinado antes dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) que estão na linha de frente da prevenção contra o coronavírus.

O que queremos saber é se o prefeito Ed 50 sabe desses desmandos que são feitos debaixo “das barbas” dele, no DEVS/Devisa. Se bem que, como sabemos, o Ed é chegado à prática do nepotismo. Vide as irmãs dele nos dois primeiros mandatos de Edmilson, à frente da PMB, e nesta gestão, a esposa dele, Bianca/ Josiele em nepotismo cruzado, no Detran-PA.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar