NOTÍCIASOuteiroParáREGIONAL

Com apenas uma lancha, moradores de Outeiro se arriscam em embarcações pequenas

Ainda sem um prazo definido pelo governo do Pará para a entrega da ponte que liga o Distrito de Outeiro à Belém, moradores da Ilha se arriscam em embarcações pequenas e sem itens de segurança para atravessar o rio Maguari em direção a Icoaraci.

A super lotação dessas embarcações se intensificou desde a última semana depois que apenas uma lancha passou a operar na travessia entre os trapiches da Brasília e Icoaraci.

Em horários de pico, devido a grande demanda de passageiros, filas enormes se formam no trapiche para poder fazer a travessia na única lancha que está operando. Sem muita paciência e com compromissos a cumprir, muitos moradores preferem utilizar pequenas embarcações para fazer a travessia entre a Brasília e a 7º rua, em Icoaraci.

O resultado disso são cenas assustadoras, com embarcações superlotadas e sem nenhuma segurança. Veja a foto:

Avariada desde janeiro deste ano, a ponte de Outeiro tinha prazo de conclusão de 6 meses, isto é, deveria ser entregue em junho deste ano. No entanto, as obras atrasaram, tornando a vida dos moradores de Outeiro mais difícil. Ainda não há um prazo para que as obras sejam concluídas. O certo é que já se aproxima de 1 ano da queda do pilar e até hoje não se sabe o que ocasionou o sinistro.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar